Lendo agora
Estética emo: saiba mais sobre o retorno da tendência

Estética emo: saiba mais sobre o retorno da tendência

estética emo feminina

Mais uma prova de que as tendências de moda são cíclicas e retomam elementos que, em algum momento do passado, fizeram muito sucesso, a estética emo voltou a dar as caras em looks e passarelas. Continue no texto para saber mais sobre a trend e receber dicas de como aplicá-la no seu look do dia a dia.

O que é a estética emo?

O emo surgiu na década de 1980 com o gênero musical conhecido como emocore ou emotional hardcore, mas virou febre entre jovens de todo o mundo em 2010. Falando em elementos e peças, sua estética consiste em roupas listradas e quadriculadas, meia arrastão, cabelos repicados e com um ar mais “baguncadinho”, muito lápis preto nos olhos e, obviamente, a franja tão característica.

Além do aspecto físico e da composição dos looks, essa moda tem a melancolia como umas de suas marcas principais. Musicalmente falando, letras que misturam tristeza e revolta, melodias mais dramáticas e um toque de introspecção e solidão complementam o combo que ganhou toda uma geração há pouco mais de 10 anos. 

cantora emo em show
Mais do que um look, o emo tem na música uma de suas principais influências e características. Crédito editorial: Christian Bertrand/shutterstock.com.

Muito além de uma estética visual e sonora, o emocore representava uma gama de sentimentos e sensações que eram difundidas no dia a dia, na forma de falar e de portar diante do mundo, indo muito além da composição de um look. O estilo acabou por validar que, apesar de tudo, era ok ser triste e se sentir perdido diante da vida. E, junto disso, criou uma comunidade disposta a falar, cantar e expressar de diversas formas feridas que antes ficavam escondidas.

Segundo reportagem da Steal the Look, talvez seja devido à necessidade de romantização de uma realidade emocionalmente avassaladora que a nostalgia pela estética e cultura desse gênero esteja tão forte em um momento de pandemia global.  

Na época, a tendência era muito difundida em espaços como o MySpace, o Tumblr e o Fotolog. E, atualmente, a volta do estilo emo em 2021 também tem como grande “culpado” as redes sociais. Isso porque seu retorno aconteceu graças a uma trend viral do TikTok e que, hoje, demonstra ter grandes poderes para influenciar a Geração Z (ou parte dela) ativa na plataforma.

Banner calendário atemporal de moda

Para além das roupas

Como já comentamos, a estética emo tem como principal influência a música. Do pop, punk-rock e hardcore dos anos 80 e 90 até o pop punk e o neo-rock da atualidade, letras e melodias chegam para trazer mais complexidade e atitude para o gênero. 

Ainda falando sobre as composições, além da melancolia e da tristeza, tão característicos da tendência no final dos anos 2000, podemos observar a introdução de temáticas bastante atuais e importantes, como a saúde mental, a ansiedade e o medo do futuro.

Se anos atrás bandas como My Chemical Romance, Simple Plan, Panic! At The Disco, Paramore e as brasileiras Fresno e NX Zero, hoje em dia os nomes que marcam o retorno do estilo são WILLOW, Billie Eilish e Machine Gun Kelly.

O emo na moda

No universo da moda, o retorno do estilo emo feminino e masculino é marcado pela atualização da estética famosa nos anos 2010. Dentre as novas composições, podemos observar as clássicas camisetas de banda, calças de couro, calçados mais “pesados” como coturnos com salto fazendo companhia para os tênis já característicos e acessórios mais robustos.  


Além disso, a maquiagem carregada e os cabelos coloridos chegam para complementar a tradicional franjinha. Isso, sempre, com uma pegada mais agênero (ou que denota ausência de identidade de gênero), mostrando a liberdade e a autodescoberta são conceitos fundamentais para quem quer lançar mão do estilo.

Veja também
lingerie em 2021

Como aplicar a tendência em looks e coleções

Quando falamos em reproduzir tendências e conceitos em composições casuais ou mesmo em coleções de moda, é importante entender que, mais do que uma cópia exata, com todos os elementos que caracterizam o estilo, é preciso levar em consideração a sua personalidade (ou da sua marca) e a realidade.

Assim, cores, texturas e formas que distinguem a moda emo ganham um ar muito mais inovador e interessante quando combinados com peças que trazem outras informações e que fazem sentido com aquelas e aqueles que as vestem e/ou com a marca que as produzem.

Por isso, no momento de escolher o look do dia com uma pegada emo, experimente combinar as peças-chave do estilo com outras tendências e, especialmente, com peças que sejam a sua “marca registrada”.

cantora willow
A estética emo fica muito mais interessante quando combinada com peças que trazem outras informações e fazem sentido com quem as veste. Reprodução: Instagram/willowsmith.

Brincar e experimentar as inúmeras trends do momento é bastante divertido, mas a maior graça da moda é entender como lançar mão dessas diferentes inspirações de forma coordenada com o seu estilo e com a cara do seu negócio. Assim você garante que vai usar apenas o que faz sentido com a sua realidade e que não se perderá nos inúmeros “retornos” que vemos por aí.

Como já comentamos algumas vezes aqui no blog da Digitale Têxtil, o resgate e a reformulação de tendências, recortes e padronagens é bastante comum no mundo da moda e essa certamente não será a última vez que veremos uma trend do passado ressurgir com tanta força. 

E então, pronta ou pronto para incorporar ou reintroduzir a estética emo no seu guarda-roupas? Para receber mais curiosidades relacionadas ao mundo da moda, inscreva-se na nossa newsletter preenchendo o formulário abaixo:


0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Comentários

Comentários

Comentários (0)

Deixe seu comentário.

Seu e-mail não será publicado.

Voltar para o topo