Lendo agora
Estamparia digital: como funciona e por que faz sentido!

Estamparia digital: como funciona e por que faz sentido!

estamparia digital

Quem trabalha com costura ou produz as próprias roupas certamente já se deparou com a situação estressante de encontrar o tecido desejado em uma estampa que não agrada — e a estampa perfeita em um tecido que não funciona para a proposta. 

Não seria excelente se você pudesse escolher a estampa e, então, imprimi-la no tecido adequado? Pois essa possibilidade é real com a estamparia digital, uma opção mais tecnológica, econômica, sustentável e versátil da fabricação de tecidos. Para saber mais sobre o assunto e conhecer as vantagens dele mais a fundo, siga na leitura deste post.

Uma breve história da estamparia

É impossível separar a história da estampa da história da moda e do próprio vestir. Isso porque desde a pré-história, quando a humanidade começou a utilizar peles de animais para se proteger, e o que mais fosse encontrado na natureza, as estampas já existiam.

Hoje em dia, imitamos a pelagem dos animais em estampas artisticamente desenvolvidas, mas antes de isso sequer ser considerado, o animal print já existia de forma totalmente natural, já que aquelas eram as únicas “roupas” possíveis.

Tão logo o ato de se vestir começou a se tornar símbolo de status, mais a “estampa” fazia diferença, afinal, algumas caças eram mais complicadas que outras e, portanto, a pele vestida passou a demonstrar o nível de poder de seu usuário.

Podemos, portanto, começar a pensar nas estampas a partir daí — enquanto elas ainda eram limitadas aos padrões que a própria natureza oferecia. Segundo estudo publicado na tese “Estamparia Digital”, de Laura Ayako Yamane, as primeiras estampas surgiram na Índia e na Indonésia, ainda bem antes da era Cristã.

Ainda por volta dos séculos VI e V a.C., os egípcios também criaram seus primeiros trabalhos em estamparia. Para isso, eram utilizados blocos de madeira com gravações que carimbavam tinta sobre os tecidos. 

Continuando no histórico traçado por Laura em sua tese, foram os fenícios que criaram os primeiros tecidos estampados, utilizando não apenas essa mesma técnica dos blocos de madeira mas, também, o tear para mesclar fios de cores diferentes, formando estampas que se tornaram muito apreciadas na época.

como chegamos à estamparia digital
Os fenícios utilizavam a tecelagem para produzir suas estampas, mesclando fios de cores diferentes para criar desenhos.

Técnicas como o stencil, o batique e a serigrafia também passaram a ser utilizadas ainda bem antes de Cristo. Todas essas técnicas já eram, é claro, embriões do que viriam a se tornar as técnicas de impressão em tecidos mais modernas com as quais podemos contar atualmente.

Como funciona a estamparia digital têxtil

Para falar de estamparia digital, é preciso explicar também como funciona a estamparia convencional, que utiliza telas para reproduzir no tecido a imagem desejada. Esse método, no entanto, não tem um bom custo-benefício a não ser que seja produzida uma grande quantidade de peças e é bem pouco sustentável, por gerar muitos resíduos e gastar muita água no processo.

Já a estamparia digital é feita por uma máquina muito semelhante às impressoras de papel, que imprime os desenhos nos tecidos utilizando apenas cartuchos de tinta. Mais sustentável, econômica e versátil, ela oferece opções infinitamente personalizáveis, estampas com maior variedade e qualidade de cores, e que podem ser impressas tanto em grande quanto em pequenas escalas, sem que o custo-benefício seja prejudicado.

Ainda dentro da estamparia digital de tecidos, é importante falar que existem duas técnicas que podem servir para diferentes propósitos: a da impressão direta e a da sublimação. Os processos são um tanto quanto diferentes e optar por algum deles depende muito da escolha do tecido para impressão digital.

Na impressão direta, como o próprio nome sugere, os desenhos são impressos diretamente nos tecidos. Antes da impressão, o tecido precisa ser preparado com produtos que permitam que a tinta penetre e fixe nas fibras.

Já no caso da sublimação, a estampa é transferida do papel para o tecido. Dessa forma, a máquina trabalha em duas fases: imprimindo o desenho no papel transfer e, então, passando a imagem para o tecido por meio de uma prensa térmica. Quando o papel e o tecido entram em contato por meio da pressão térmica, a tinta evapora do papel e penetra na base. Essa técnica é utilizada principalmente em tecidos sintéticos.

Veja também
séries sobre moda

estamparia digital
A técnica da impressão por sublimação transfere o desenho do papel para o tecido por meio de pressão e alta temperatura.

O processo de impressão direta ainda gera economia de custos para a empresa e de recursos para o meio ambiente, já que demanda um gasto muito menor de água e energia. Mas onde podemos encontrar tecidos feitos com estamparia digital online?

Conheça a Digitale Têxtil

Pertencente do grupo VMF/Schick Bin, que tem mais de 60 anos de experiência no segmento têxtil, a Digitale Têxtil nasceu em 2011 oferecendo ao mercado um novo conceito de fabricação de tecidos, trabalhando com bases tecnológicas e estamparia digital. 

Os constantes investimentos em pesquisa e desenvolvimento criaram tecidos tecnológicos de alta performance e alto valor agregado, apresentando características como proteção UV 50+, proteção antibacteriana, proteção anti-cloro e, até mesmo, microcápsulas de Aloe Vera que ajudam na hidratação da pele. 

A estamparia digital permite que seu banco de estampas e sua lista de bases sejam praticamente inteiramente intercambiáveis, de modo a entregar tecidos personalizados de acordo com a necessidade de cada cliente.

Preocupada com o cuidado ambiental, a empresa não só trabalha com estamparia sustentável, mas também com corantes à base de água. Adotando a política de logística reversa, há ainda um trabalho em parceria com o fornecedor de elastano, devolvendo os resíduos para que eles sejam reutilizados nas futuras produções.

Agora que você já sabe como a Digitale Têxtil trabalha, clique no banner abaixo para conhecer todas as opções de tecido e suas características.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Comentários

Comentários

Comentários (0)

Deixe seu comentário.

Seu e-mail não será publicado.

Voltar para o topo