Lendo agora
5 dicas de sustentabilidade para confecções de moda

5 dicas de sustentabilidade para confecções de moda

moda sustentável

Muito se fala sobre como a indústria da moda, o incentivo pelo consumo desenfreado, as toneladas de resíduos de tecido produzidos anualmente e o descarte exacerbado de roupas causam impactos ao meio ambiente, mas existem formas de reverter essa situação? Continue no texto para descobrir a resposta e conseguir dicas de sustentabilidade para a sua confecção.

O que é moda sustentável?

Como comentamos em outra publicação do blog, moda sustentável é um segmento da indústria fashion que tem como grande preocupação a minimização dos efeitos ambientais causados durante o ciclo de produção e vida do produto. 

A indústria da moda é a segunda mais poluente do mundo, consequência de um processo que abrange a extração de matérias-primas, o grande consumo de energia e água, a emissão de carbono e, também, o descarte dos resíduos.

Assim, falar em moda e sustentabilidade é falar em uma transformação de modelo de negócio que, como comenta a apresentadora e consultora de moda Giovanna Nader em seu canal no YouTube, essencial para se competir no mercado atualmente.

Resumindo, pensar em uma indústria sustentável é, também, revolucionar a forma como produzimos e consumimos. É valorizar pessoas e meio ambiente, e incentivar o consumo consciente. 

Muito mais do que uma trend do momento, pensar em formas mais sustentáveis de criação indica preocupação com o futuro do planeta e pode ser fator determinante para o destaque da sua marca no mercado. Isso porque clientes estão cada vez mais atentos e interessados em conhecer a origem das matérias-primas dos produtos que consomem, exigindo informação, transparência e processos mais sustentáveis. 

Como tornar a sua confecção mais sustentável?

Entendendo o conceito de moda sustentável, chegou o momento de descobrir como transformar a sua confecção de moda em amiga do meio ambiente. Para isso, separamos cinco dicas de sustentabilidade que podem mudar os rumos do seu negócio e o futuro do planeta.

1. Pesquisa e conquista de certificações

Como boa parte dos consumidores não têm acesso à cadeia de produção da indústria da moda, é normal que marcas usem do greenwashing, promovendo discursos sustentáveis sem esses serem reais.

Por isso, conquistar certificações é uma forma de assumir essa responsabilidade e assegurar para seus consumidores que os processos de criação e fabricação possuem os requisitos necessários para serem considerados ecologicamente corretos.

costureira trabalhando em confecção sustentável
Mais do que uma tendência, a sustentabilidade na moda traz diferenciais para confecções de todos os tamanhos.

Alguns dos certificados disponíveis são:

banner para baixar guia de moda sustentável

2. Reutilização de materiais

Uma das principais formas de reutilizar materiais é o upcycling, um processo de criação de novas peças a partir de matérias-primas já existentes. Com isso, itens são customizados com retalhos e outros resíduos, formando composições mais interessantes e atraindo consumidores mais antenados em questões sociais e ambientais.

Nesse sentido, é válido procurar fornecedores que ofereçam materiais reaproveitados. Como exemplo, trazemos O casulo feliz, tecelagem que nasceu em 1988 e faz o reaproveitamento de casulos de seda descartados pela indústria.

Outras formas de reutilizar matérias envolvem o tratamento da água empregada na confecção das peças e a otimização dos demais recursos utilizados no desenvolvimento de coleções.

mulher produzindo moda sustentável
Reaproveitar materiais é, também, prolongar a vida útil de peças e evitar o descarte de roupas.

3. Valorização do ser humano

Falar em moda sustentável indica, necessariamente, pensar no tratamento dado para todos os seres humanos, propondo uma atuação positiva para a sociedade. Aqui, entram políticas de diversidade, defesa dos direitos humanos, o pagamento de um salário justo e um bom relacionamento com colaboradores, clientes e fornecedores.

Veja também
Gestão de negócios de moda.

4. Durabilidade das peças

Outra questão extremamente importante quando o assunto é moda sustentável é a vida útil das roupas produzidas e o incentivo ao consumo desenfreado. 

Por isso, criar peças mais duráveis e produzir coleções que tragam mais informação de moda e não reproduzam tanto as trends do momento é uma ótima forma de pensar em uma indústria que gere menos lixo e, consequentemente, não seja tão nociva ao meio ambiente.

produção de moda sustentável
Investir em tecidos melhores e em um processo de produção mais consciente resulta em peças mais duráveis. Reprodução: Shutterstock/Andrewshots.

5. Investimento em tecnologia

E, para criar peças mais resistentes, é essencial que a matéria-prima utilizada seja produzida com fibras aprimoradas. Isso porque os tecidos tecnológicos são uma das provas de que o setor de moda pode ser menos poluente e nocivo.

Nesse mesmo sentido, a estamparia digital se mostra uma ótima opção para reduzir o impacto ambiental, gerando economia de custos e recursos, uma vez que demanda um gasto muito menor de água e energia.

Como você pode perceber, pensar em uma indústria mais sustentável é se comprometer com responsabilidade social e ambiental, é pensar em processos mais limpos, produzir mais lentamente e incentivar que o seu público repense o consumo desenfreado.

Você está pronto para tornar a sua empresa mais sustentável? Para receber conteúdos sobre negócios, sustentabilidade e moda, preencha o formulário abaixo e assine a newsletter da Digitale Têxtil


0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Comentários

Comentários

Comentários (0)

Deixe seu comentário.

Seu e-mail não será publicado.

Voltar para o topo