Lendo agora
Branding de moda: como criar um conceito para sua marca

Branding de moda: como criar um conceito para sua marca

Desfile ilustrando como o branding de moda funciona na passarela.

Na hora de se comunicar com o consumidor, o segmento de pequenas e médias confecções precisa estar muito alinhado ao desejo de compra e às questões emocionais do cliente. Nesse contexto, o branding de moda é de grande ajuda na hora de atingir o público-alvo.

É sabido que peças de vestuário estão completamente conectadas com a autoexpressão e com o sentimento individual de cada pessoa. Quando uma roupa é escolhida, ela passa uma energia e um lifestyle. 

Aqui, você descobre como o fashion branding pode te ajudar a expressar o posicionamento da sua marca – ou seja, o estilo de vida dela – e como isso a conecta com seus clientes. Vamos lá?

O que é branding?

Branding se trata, basicamente, de uma série de estratégias e de ações de marketing realizadas com a finalidade de criar conexões e sensações – conscientes ou não – entre marca e consumidor. 

Comumente, essa prática é pensada no meio digital. No entanto, ela não se restringe a isso. Além de feeds de Instagram e de Facebook alinhados, o branding envolve eventos, unboxing e toda a experiência de compra proporcionada pela marca.

O primeiro passo para compreender como fazer branding é definir qual o posicionamento, o propósito e os valores da sua marca. A partir disso, ações serão tomadas para que esses pontos sejam transmitidos de forma literal – como por textos –, e de maneira inconsciente – como pela escolha das cores.

É importantes frisar que esse tipo de estratégia vai muito além das vendas. Na realidade, o principal propósito do branding é agregar um valor ao consumidor que ultrapasse o produto comercializado.

Clique para baixar o ebook sobre indústria 4.0 e o setor têxtil.

Como fazer o branding de uma empresa?

O primeiro passo para criar o branding é delimitar, caso ainda não tenha, o propósito e os valores da sua marca. A partir disso, você definirá qual o seu posicionamento. 

Esses três pilares serão fundamentais na hora de descobrir o que é identidade de marca. Para exemplificar o quão grande é o papel deles, podemos citar uma empresa que tem como propósito construir uma moda sustentável mas, diariamente, desperdiça recursos de forma inconsciente. Ou seja, as ideias são incoerentes.

Essa atenção se torna mais urgente ainda partindo do pressuposto de que, hoje, o perfil de consumidor leva em consideração a posição social das marcas. Logo, agir da maneira com que você se afirma no mercado é importante para não perder clientes.

Na hora de estruturar seu propósito, lembre-se que ele precisa comunicar o porquê da sua empresa existir. A maioria das vezes, ele envolve um problema no qual se trabalha diariamente para combater.

Os valores, por sua vez, são os stakeholders da sua marca. São as crenças e as atitudes que guiam as ações dos colaboradores no trabalho diário.

Um exemplo de propósito pode ser, como citado, construir uma moda mais sustentável e eco-friendly. Já como valores, nesse caso, podemos elencar pensar no coletivo, não desperdiçar recursos, reciclar todo o lixo gerado, dentre outros. 

Identidade visual e branding

Mulher desenhando o logo e trabalhando o branding de moda.
Defina as cores da sua marca e crie uma identidade visual que fortaleça o branding.

O próximo passo na hora de criar um branding para marcas de roupa é definir como ela se posicionará visualmente no mercado. Para isso, algumas questões de design devem ser analisadas. Confira:

Defina sua logotipo

Caso você não tenha uma logotipo, essa é a hora de criar uma. Ela deve ser autêntica, de fácil leitura e compreensão, com as cores da sua marca e adaptável para o meio digital e para materiais impressos. 

Crie um manual de marca

Caso sua confecção seja menor, não se preocupe em criar um manual elaborado demais. Apenas certifique-se de reunir, em algum lugar, a fonte das artes, as cores da sua marca e delimitar quais são as regras para a criação.

Por exemplo, se a logo não puder ser usada em preto, é nesse manual que a informação será encontrada. Uma dica para esse processo é não usar, para outras criações, as cores e a fonte da logo. 

Busque estilos que conversem entre si e garanta harmonia na hora de fazer suas postagens e de criar materiais impressos. 

Determine a unidade visual

O último passo da identidade do seu branding de moda é garantir uma unidade visual para a marca. Isso será feito utilizando as cores e fontes definidas e seguindo as regras do design. São elas:

Repetição

Repita elementos em suas postagens. Seguir a mesma paleta, definir uma posição para o logotipo ou sempre terminar os posts com seu slogan são alguns exemplos disso.

Alinhamento

Muitas vezes, acreditamos que centralizar informações é o melhor. No entanto, estudos comprovam que textos alinhados à esquerda melhoram a experiência de leitura. 

Garanta que os elementos das postagens estejam sempre alinhados na mesma posição, para que o usuário consiga realizar a leitura do que está sendo consumido.

Contraste

A regra do contraste é uma maneira de garantir que os textos e elementos presentes serão vistos com facilidade. Se você colocar um texto amarelo em cima de um elemento muito claro, ele não será visível com facilidade.

Logo, contraste as cores e tamanhos para que as pessoas enxerguem tudo com facilidade. A dica mais fácil, para esses casos, é trabalhar com cores escuras versus claras.

Baixe o Guia de Produção Sustentável de moda clicando na imagem.

Proximidade

Elementos relacionados devem estar próximos um do outro. Por isso, começar o texto no canto superior e à esquerda e finalizá-lo do inferior e à direita não é uma boa política visual.

Agrupe informações que se complementam no mesmo quadro para que quem vê sua arte não se confunda.

Com as cores e fontes padrões, e as regras do design auxiliando a criação, será mais fácil produzir materiais para as redes sociais e até para impressão. No entanto, antes de criar, é importante se atentar na sua estratégia de branding.

Como definir a estratégia de branding

O passo a passo para rodar ações de branding não é tão complicado quanto parece. Na verdade, pela definição de quatro itens você já consegue começar.

Personalidade da marca

Uma etapa divertida e que é fundamental para o seu branding é a definição da personalidade da sua marca. Personifique-a, dê adjetivos humanos e pense na fisionomia que ela teria. Assim, você consegue identificar se ela seria mais política, mais engraçada ou mais conservadora, por exemplo.

Tom de voz

Com as informações reunidas, defina o comportamento linguístico da marca. Levando em consideração que toda postagem tem legenda e, às vezes, a própria imagem tem certo texto, esse processo é muito importante.

Definindo seu tom de voz, ele guiará o que for escrito e até o que for dito pela sua marca. É uma forma de, junto com a identidade visual, fazer com que as pessoas reconheçam sua empresa.

Canais

Teclado para branding de moda com função para redes sociais.
Escolha em quais redes sociais você irá se comunicar com seu consumidor.

Os canais são os meios no qual seu conteúdo será produzido. Lembrando que o branding é um processo de levar valor e de se conectar com o seu consumidor, por isso, entenda onde o seu cliente está para se comunicar com ele. 

Nesse ponto, redes sociais, como Instagram e Facebook, são escolhas certeiras. No entanto, é possível pensar além: Pinterest, LinkedIn, Tik Tok, YouTube, Spotify, blog, e até materiais impressos.

Conteúdo

Não dá para se conectar com os outros sem se expressar. E você faz isso, como marca, produzindo conteúdos. A partir dos canais definidos, do tom de voz e da personalidade da marca, você criará materiais que chegam ao seu consumidor.

O ideal é que essas criações sejam gratuitas ou que coletem, no máximo, o e-mail dos clientes. Com o tempo, eles poderão fazer compras e se tornarão embaixadores da marca, ou seja, indicarão seus produtos gratuitamente.

No entanto, a primeiro momento, você deve se preocupar em criar laços, não em vender. No branding, a venda é um resultado, não o foco!

Dicas para trabalhar o branding da sua marca

Na hora de rodar suas estratégias e de criar os conteúdos, algumas dicas podem facilitar muito seu branding. São elas:

1. Estimule a comunicação

Como o branding visa conexão, se comunicar com o consumidor é muito importante. Use as funções dos stories para fazer isso, como a caixa de perguntas, o quiz e até a opção de votações.

Veja também

2. Faça um cronograma

Antes de sair publicando, crie um calendário de postagens. Pense o que será compartilhado, os dias e em qual canal. Assim, você consegue até criar séries de conteúdo.

3. Busque inspirações

Pantys, Nubank e Reserva: marcas que investem em branding de moda no Instagram
Respectivamente, os perfis das marcas Pantys, Nubank e Reserva, no Instagram. Foto: Divulgação.

O branding é um trabalho criativo e, justamente por isso, é fundamental reunir referências antes de executar suas ideias. Use marcas que te inspiram, o Pinterest e até seus concorrentes na hora de se inspirar.

4. Cuidado com o número de publicações

Faça tudo com limite e pensando em quem está acessando. Ninguém gosta de muitos stories ou de postagens demais ocupando o feed. Com o calendário de ações e tomando cuidado, você não faz um overshare.

5. Aposte em diferentes formatos

Hoje em dia, contamos com IGTV, stories, postagens de feed, podcast, vídeos, e muitos outros formatos de conteúdo. Se você não tem familiaridade com a forma de criar todos eles, a dica é começar pelo básico e ir estudando até conseguir produzir materiais com profissionalismo para disponibilizar para o consumidor.

6. Componha os stories com GIFs

Os GIFs se tornaram uma febre na internet. Colocá-los em seu storie pode chamar mais a atenção do consumidor, além de dar mais charme e um efeito de movimento, já que eles são animados. 

Separamos três coleções que podem deixar suas postagens mais fofas. A dica é escolher uma e aplicar a regra da repetição, utilizando-a com frequência.

Pacotes de GIFs para usar no seu branding de moda.
Os conjuntos de GIFs “vipapier”, “go girl” e “cursive”, para usar nos stories do Instagram. Foto: Divulgação.

Ferramentas e aplicativos para branding de moda

Você não precisa ser um especialista em marketing para desenvolver os conteúdos e as artes do seu branding. Contar com uma agência parceira pode ajudar, no entanto, se não houver como, dá para se organizar e fazer tudo de casa.

Separamos algumas dicas de aplicativos e ferramentas que vão te ajudar nisso. Confira!

Canva

Disponível como aplicativo de celular e também online, como site, o Canva é excelente para a criação de artes básicas. Ele disponibiliza alguns templates que podem ser editados para deixar tudo com a cara da sua marca.

Agora, caso você queira soltar a criatividade, a ferramenta também permite que tudo seja criado do zero. Para ter acesso a todas as funcionalidades, é necessário comprar o pacote. No entanto, já dá para explorar muito na versão gratuita.

Unfold

Na hora de criar seus stories, este aplicativo será o seu melhor amigo. A versão gratuita tem funcionalidades perfeitas para criar um story com estilo e bom gosto.

InShot

Este é um aplicativo para quem quer explorar o trabalho de branding por meio de vídeos. Com diversos efeitos na versão gratuita e funcionalidades fáceis de serem acessadas, o InShot produz materiais para feeds e para stories.

PicsArt

Outro aplicativo de edição de fotos que permite criar postagens de feed e stories. O PicsArt é completo, permitindo explorar as configurações da foto e criar materiais com fontes e shapes.

Adobe Illustrator

Para quem busca um trabalho mais profissional, esse programa é a melhor escolha. O Illustrator é uma opção paga, um pouco mais complicada de mexer, mas que reúne inúmeras ferramentas para editar e produzir materiais.

Adobe Premiere

Se o Illustrator produz imagens e artes incríveis, o Premiere é um ótimo programa para produzir vídeos. Também é pago e, provavelmente, será necessário um curso para dominá-lo. No entanto, após fazer isso, os conteúdos serão muito mais trabalhados e o branding ficará mais profissional.

Planoly

Outro aplicativo que entra para a lista é o Planoly. Uma das marcas do branding é a presença de um feed organizado. Com esse app, é possível visualizar como ficará a disposição de imagens no perfil da sua marca antes de publicá-las, o que facilita o trabalho de definir uma unidade visual.

Coolors

Em dúvida de como escolher as cores da sua marca? Então o Coolors te ajuda! Esse site disponibiliza cores que harmonizam entre si para a hora de fazer suas artes.

Unindo o conceito de branding, as dicas e as ferramentas, fica mais fácil se conectar com seus consumidores por meio dessas estratégias. 

Para facilitar a implementação das ações na internet, a Digitale Têxtil disponibiliza, gratuitamente, um Guia de Marketing Digital. Clique no banner abaixo e faça o download!

Clique e baixe o Guia de Marketing Digital para Confecções da Digitale Têxtil.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Comentários

Comentários

Comentários (0)

Deixe seu comentário.

Seu e-mail não será publicado.

Voltar para o topo